domingo, agosto 23, 2009

SE VOLTAR

.
Eu só quero
que me deixe
uma folha de papel
uma caneta

gosto de tinta preta

e pode fechar a porta
a chave
a cadeado
e sair pra vida

E pra bebida

Se lembrar
[e não estiver
muito aluado]
ao voltar
[sonso, calado]
traga uma pizza
calabreza,
cebola e alho

sem azeitona
por favor

Que minha prisão
meu amor
tem que ter regalia
se não
eu apresso
a alforria

Pago com poesia!

(Elza Fraga)

Um comentário:

daufen bach. disse...

adoro essas conversas poéticas ou
poesias conversadas...sei lá!
Muito bom! Bom mesmo!

abraço a ti e linda semana.

daufen bach.