sexta-feira, setembro 16, 2011

BEM FEITO!



[da série meus piores momentos]


Quando me for
segure o choro,
por favor.
Sincero ou espremido!

Prefiro a prece,
que é benesse
oferta ao morto,

Mesmo que seja um torto
abatido em pleno voo
pelo peso dos defeitos
e mal feitos...

tente ser generoso
evite o
"Bem feito!"

(Elza fraga) 

2 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

Um poema bastante original.Beijos

Elza Fraga disse...

Oi, Antonio, brigadim pela presença.

Original o poema e bem mal feito, rsrs. Publiquei na cara de pau, porque estou querendo deixar, em testamento, um poema para cada um que atender este pedido: Não chorar na minha ida. Vou, mas volto! rsrsrs

Bitokitas de luz procê.