sábado, fevereiro 24, 2007

O PRÓXIMO



.
Todos se foram!

Não fizeram barulho.
Não arrastaram mobílias.
Não gritaram revoltas.
Não cresceram a família.
Não bateram a porta.
- Estranhos mistérios...

Responderam as perguntas
com a mesma resposta:
-"Acabou o carinho,
o amor foi embora
sem motivo..." Ilógico.

Olhando a janela-
a cadeira vazia
balança vadia
esperando
- eterna e muda -
o próximo...
Por favor -
o próximo!

(Elza Fraga)

Um comentário:

mmy disse...

Elza, querida amiga de coração mineiro como o meu. Só que nasci nas Gerais mas tbém sou apaixonada pelo Rio rsrs Uma carioca do brejo, como dizem por aí...
Quanto ao próximo... ele sempre vem. E é isto que nos faz crédulos da incredibilidade.
Bjo neste coração poeta!!
Angela